Filtrar por Orgânico

Tinto

Leves ou encorpados, jovens ou envelhecidos, mais ou menos tânicos. Me arrisco a dizer que os vinhos tintos são os mais apreciados entre todos os tipos de vinho. Os tintos trazem consigo uma substância natural muito importante para sua longevidade, que, ao mesmo tempo, pode gerar estranheza e um certo desconforto em quem está começando a apreciar a bebida: os taninos – polifenóis que são encontrados em inúmeros tipos de plantas e, no caso das uvas, em seus caules, engaços e sementes, causando uma sensação de secura na boca. Em relação à sua estrutura, um conjunto de características são responsáveis por colocá-los dentro de uma escala que vai do leve ao encorpado, e esta classificação, tem relação direta com a combinação destes vinhos com comida. E por falar em comida, os tintos são ótimos no acompanhamento de pratos que vão dos mais simples e leves aos mais requintados e gordos, principalmente quando falamos em carnes vermelhas. Elaborados com uvas tintas da espécie Vitis Vinifera, os vinhos tintos finos chamam muito a atenção pela brilhante e intensa cor vermelho rubi ou violáceo, obtida através de pigmentos naturais encontrados na casca das uvas. Para extração destes pigmentos, o suco ou mosto da uva deve ficar em contato com as cascas durante o processo de fermentação da bebida e o tempo de contato é o que determina o quão intenso será a cor do vinho. De modo geral, os tintos são fermentados até que as leveduras consumam todo o açúcar natural das uvas, gerando um vinho seco de considerável teor alcoólico que, mais tarde, poderão ser amadurecidos em barris de carvalho, balanceando seus taninos e acidez, ganhando corpo, novos aromas e sabores.

Tinto

Pague com
  • PagHiper
Selos

Armazém e Restaurante Portugal LTDA - CNPJ: 28.955.041/0001-50 © Todos os direitos reservados. 2020

Visite Nossa Loja Física: Av. Portugal, 1505 - Jardim Bela Vista, Santo André - SP, CEP: 09041-321